Bexiga em perigo? É favor beber muita água – Ginix

Bexiga em perigo? É favor beber muita água

Bexiga em perigo? É favor beber muita água

Bexiga em perigo? É favor beber muita água

Tem uma constante vontade de ir à casa de banho, sente ardor ao urinar e um grande incómodo na bexiga, que parece pesada? Então é provável que esteja com uma infeção urinária, que é a segunda infeção mais frequente do corpo humano, afetando especialmente as mulheres.

O nosso corpo e o seu sistema imunitário são diariamente atacados por diferentes fontes de infeção. E se houver uma forma de entrar e vencer as barreiras do nosso organismo, há risco de ficarmos doentes.

As infeções urinárias ocorrem quando bactérias ou outros microrganismos (como fungos, vírus ou parasitas) entram no aparelho urinário, na maioria das vezes pela uretra, e começam a multiplicar-se na bexiga. Se a infeção não for tratada, pode progredir ao longo dos ureteres e infetar os rins, evoluindo para infeções muito graves.

A infeção mais comum é a cistite, o nome da infeção da bexiga, que é causada em cerca de 75% dos casos pela Escherichia coli (conhecida como “colibacilo”), sendo esta bactéria encontrada habitualmente no cólon (intestino grosso). Outros microrganismos como Clamídia e Micoplasma também podem causar infeção do aparelho urinário, mas limitam-se geralmente à uretra e vagina, podendo ser sexualmente transmitidos, o que obriga ao tratamento de ambos os parceiros.

Como surgem as infeções urinárias?

Apesar do aparelho urinário ter as suas defesas contra os microrganismos, estas por vezes falham e são várias causas que favorecem o aparecimento de uma infeção urinária, nomeadamente a própria anatomia feminina. As mulheres são as mais afetadas pela cistite porque o ânus fica muito próximo da uretra, canal por onde sai a urina. A região vizinha do ânus (região perianal) está geralmente contaminada pelas bactérias intestinais, que serão em maior concentração quanto mais obstipada for a pessoa (quanto mais dificuldade tiver em evacuar). Estas bactérias (que não provocam qualquer perturbação no intestino pois, ao contrário da bexiga, é um órgão adaptado à sua presença), migram através da vulva (entrada da vagina) e do pequeno orifício onde termina a uretra (meatouretral) e ao alcançarem a bexiga podem iniciar a sua multiplicação e causar uma infeção.

Sinais que não deve ignorar

Está com uma infeção urinária, se tiver os seguintes sintomas, de acordo com o tipo de infeção:

Uretrite: infeção da uretra
> Sensação de ardor durante o ato de urinar (micção)

Cistite: infeção da bexiga
> Ardor na micção
> Frequência aumentada
> Vontade forte e permanente para urinar
> Urina com aspeto turvo e mau cheiro
> Urina rosada ou acastanhada, sugestiva da presença de sangue
> Dor ou sensação de peso na região inferior do abdómen

Pielonefrite: infeção dos rins
> Febre alta (≥39ºC)
> Dor lombar
> Calafrios
> Náuseas ou vómitos

Tratar é urgente

Quando tratada de imediato a infeção urinária pode ser resolvida sem complicações. Deve por isso aconselhar-se com o seu farmacêutico e recorrer a uma consulta médica.

A falta de tratamento conveniente, especialmente no caso de infeção dos rins (chamada pielonefrite), pode levar à progressão da doença com formação de abcessos, cálculos urinários, insuficiência renal (situação grave de funcionamento deficiente do rim) ou infeção generalizada do organismo, que põe em risco a vida (designada urosépsis). As infeções urinárias tratam-se com antibióticos, que são medicamentos que atuam sobre as bactérias, e que só podem ser administrados com prescrição médica.

Bexiga livre de infeções
>Beba muita água diariamente.
>Evite alimentos com açúcar (as bactérias alimentam-se de açúcar).
>Evite utilizar roupa interior e vestuário sintético, calças apertadas, jeans justos, collants, leggings e meia-calça.
>Urine sempre que sentir vontade.
>Limpe-se de frente para trás para evitar que as bactérias entrem na uretra.
>Tome duches em vez de banhos de imersão, evitando também banheiras e jacuzzis.
>Limpe a área genital antes e depois de ter relações sexuais.
>Urine sempre depois de ter relações sexuais.
>Evite a utilização de sprays de higiene feminina, que podem irritar a uretra.

Texto original publicado na Farmácia Saúde maio 2014

Fonte: www.vitalhealth.pt