Perguntas e Respostas – Ginix

TEM DÚVIDAS SOBRE OS NOSSOS PRODUTOS?

Perguntas e Respostas

O aparelho reprodutivo feminino apresenta dois conjuntos de glândulas que são responsáveis pela lubrificação vaginal. Um encontra-se à entrada do canal vaginal (glândulas de Bartholin) e outro localiza-se à entrada do útero. No entanto, nem sempre estas glândulas são capazes de, por isso só, produzir uma lubrificação vaginal suficiente. Esta falta de lubrificação produz secura vaginal.A secura vaginal é devida a ocorrências como parto recente, contraceção oral progestativa, relações sexuais preliminarmente inadequadas, problemas psicológicos, infeções virais ou fúngicas, redução ou ausência de produção de estrogénios, toma de medicamentos, nomeadamente anti-histamínicos, diabetes, tratamentos oncológicos, síndroma de Sjogren, etc.
A secura vaginal, seja ela de superfície ou de profundidade, é sempre causa de perturbações e incómodos que podem afetar a qualidade de vida da mulher e comprometer o seu relacionamento sexual.
A secura vaginal manifesta-se através de irritação, sensação de queimadura, prurido, dor e ardor que são mais evidentes durante as relações sexuais. Em certas circunstâncias a secura vaginal pode mesmo conduzir ao aparecimento de gretas e fissuras vaginais.
A secura vaginal acentua-se significativamente na pré-menopausa, menopausa e pós menopausa. Nesta fase da vida da mulher a diminuição da produção das hormonas femininas (estrogénios), traduz-se na perda de elasticidade da mucosa vaginal e na diminuição e interrupção da lubrificação e da hidratação, podendo mesmo resultar em atrofia vaginal. Nestes casos há que restabelecer a funcionalidade vaginal com um tratamento que favoreça a suavidade, flexibilidade e elasticidade da mucosa.Os cremes e os geles com atividade hidratante e regeneradora da mucosa vaginal para além de fornecerem alívio rápido e efetivo dos sintomas provocados por esta alteração fisiológica, contribuem para prevenir e reparar as situações de gretas e fissuras vaginais, facilitando as relações sexuais difíceis.
A secura da zona íntima feminina é um problema frequente que pode dever-se a diferentes fatores (pós-parto, infeções urogenitais, cirurgias urogenitais, toma de alguns medicamento, causas psicológicas ou emocionais, etc.) e ocorrer em qualquer fase da vida da mulher, apesar de ser mais frequente nos períodos da pré-menopausa, menopausa e pós menopausa, devido à diminuição da produção de hormona sexuais femininas (estrogénios), responsáveis, entre outras funções pela manutenção do trofismo, da lubrificação e dos tónus muscular ao nível dos órgãos genitais. Esta diminuição da lubrificação natural em conjunto com outros fatores como a elevação do pH, também comum nesta fase da vida da mulher, podem levar a situações de secura vaginal extrema, com irritação, dor e ardor durante as relações sexuais e uma maior suscetibilidade às infeções.A atrofia urogenital, com ou sem incontinência urinária, interfere com a atividade sexual da mulher e, com frequência diminui a líbido, aumenta a ansiedade, afeta a autoestima e o relacionamento conjugal.A disfunção sexual feminina resulta de uma série de fatores, nomeadamente a diminuição do desejo sexual, a dificuldade em atingir o orgasmo ou as dores experimentadas durante as relações. Verifica-se que, em todos eles, a deficiente lubrificação da zona genital pode desempenhar um papel preponderante.
Mediante exame efectuado por profissional competente (ex.: ginecologista) e de acordo com o grau de secura vaginal diagnosticado, estará indicada a utilização de Ginix® (secura à superfície) ou Ginix® Plus (secura em profundidade).
A composição de ambos é semelhante, embora cada um esteja adequado a situação onde o pH da mulher na zona vaginal esteja menos ou mais ácido. Assim, aconselhamos o uso de PRIMEGINE® pH7 em situações de menopausa. pós-menopausa e pré-puberdade e PRIMEGINE® pH5 na mulher em idade fértil.
Sim, pode ser aplicado em qualquer idade, sempre que se pretenda vida sexual ativa.
Pela sua composição, GynoFertil® está indicado no planeamento da gravidez e também para todas as mulheres que desejam aumentar a sua fertilidade, e ainda durante a própria gravidez uma vez que possui na sua composição elementos que favorecem o bom desenvolvimento da gravidez.
A carência de ferro deve ser sempre identificada e avaliada pelo seu médico. Caso se verifique, sim, Ferrogin® pode ser utilizado como um complemento para a reposição dos níveis normais de ferro. Estima-se que cerca de 25% das mulheres apresentam deficiência de ferro sem qualquer sintoma. Seja pela perda crónica de sangue, diminuição da absorção do ferro, aumento das necessidades de ferro (gravidez), menstruação abundante, problemas gastrointestinais (diarreias), doenças inflamatórias intestinais (doença de Crohn, celíacos), doença renal crónica, má nutrição e até por causas oncológicas, Ferrogin® apresenta-se como uma ótima solução para eliminar a carência de ferro, sem efeitos secundários e sem obstipação.
Cysticlean® combate o desconforto urinário nos casos de infeção urinária (cistites). No entanto, para as mulheres que apresentam um quadro de infeções urinárias recorrentes, aconselhamos à toma diária de Cysticlean® como prevenção de aparecimento de novas infeções, uma vez que não foram detetados efeitos secundários e não causa habituação.